29 abril 2015

Um dia de cada vez, de Courtney C. Stevens



ISBN: 9788581052366
TÍTULO: Um dia de cada vez
AUTOR:  Courtney C. Stevens
EDITORA: Suma de Letras
PÁGINAS: 232
ANO: 2014
Alexi Littrell era uma adolescente normal até que, em uma noite de verão, sua vida é devastada. Envergonhada, a menina começa a se arranhar e a contar compulsivamente — uma tentativa de fazer a dor física se sobrepor ao sofrimento que passou a esconder de todos. Ela só consegue sobreviver ao terceiro ano do ensino médio graças às letras de música que um desconhecido escreve em sua carteira. As canções parecem adivinhar o que o coração de Alexi está sentindo.

Bodee Lennox nunca foi um adolescente normal, mas agora é o menino que teve a mãe assassinada pelo pai. Em seguida, ele vai morar com os Littrell, e Alexi acaba descobrindo que o “Garoto Ki-Suco”, o quieto e desajeitado menino de cabelos coloridos, pode ser um ótimo amigo.

Em Um dia de cada vez, Alexi e Bodee, ao mesmo tempo em que fingem para o resto do mundo que está tudo bem, passam a apoiar um ao outro, tentando viver um dia de cada vez.

 Um dia de cada vez, de Courtney C Stevens, é uma daquelas histórias que te pegam pela mão, te fazem amar, te fazem sofrer, te fazem cair em um abismo profundo e por fim retornar à superfície no último minuto. É um daqueles livros que ninguém te indicou, você nunca ouviu falar dele, mas a vida achou por bem jogar ele no seu caminho.  E isso é mágico. Descobri a obra no Skoob, analisei a sinopse e fiquei bastante interessada. Li e aqui estou eu, com o coração apertado e um turbilhão de emoções.

O livro é contado pelo ponto de vista de Alexi, uma garota que levava a vida de uma adolescente normal, até que um dia algo terrível acontece. Se sentindo envergonhada e culpada - afinal, ela não fez nada para parar seu agressor, certo? - Alexi esconde sua dor de todos a sua volta e constantemente machuca a si mesma, para que a dor física não deixe escapar a dor que ela guarda em seu interior. É nas letras de música que ela troca com um desconhecido em sua carteira que Alexi vai encontrando forças para seguir em frente e tentar deixar para trás o episódio que ainda a atormenta.

As coisas começam a mudar quando Bodee Lennox - conhecido na escola como o "garoto ki-suco" - tem a mãe assassinada pelo pai e vai morar com sua família. As mães dos dois eram muito amigas, e a mãe de Alexi vê a oportunidade de ajudar o adolescente que está passando por um momento difícil com a mãe morta e o pai preso, sem saber que a própria filha também precisa de ajuda. Alexi vai descobrir no esquisito de cabelos coloridos uma amizade sincera, diferente de qualquer outra que já tenha experimentado.

O livro aborda os temas de violência doméstica e abuso sexual com bastante consistência, com ênfase  maior no segundo. Sobre a mesma temática, já li Fale da incrível Lauren Halse Anderson, o qual me encantou e recomendo, porém acredito que Um dia de cada vez nos leva a um nível ainda mais profundo do que sente uma pessoa que passa por uma situação como essa.  Creio que esse resultado venha do fato da própria autora ter sofrido esse tipo de abuso, algo revelado por ela mesma nas notas finais, apesar de não entrar em detalhes a respeito.

Gostei da forma como a autora aborda o tema, principalmente em relação a questão da culpa pelo abuso. Sabe-se que muitas das vítimas de abuso sexual culpam a si mesmas por terem "deixado" que algo acontecesse com elas e é difícil fazê-las enxergar que são vítimas. É comum na nossa sociedade atual as vítimas serem responsabilizadas pelo ocorrido, seja pela roupa, seja porque estavam no lugar errado, seja porque beberam o que não deveriam ter bebido... entre tantas outras desculpas que são lançadas como se fossem o suficiente para justificar tamanha barbaridade. Livros como esse são importantes tanto para abrir os olhos daqueles que se usam dessas desculpas para julgar, quanto das vítimas que precisam perceber que se alguém deve ser responsabilizado, esse é o seu agressor.

No mais, a escrita da autora é fluida, suas palavras são certeiras e não há como não se solidarizar com os dois adolescentes tentando recolher seus próprios cacos. A interação entre eles e a forma como se ajudam, muitas vezes sem dizer uma palavra, é única e profunda. A amizade torna-se a força que os move e não há coisa mais bela do que essa.

Por fim, desato o nó na minha garganta que esse livro deixou, apenas dizendo: por mais YAs como esse, por favor.



16 abril 2015

7 dicas para economizar ao comprar livros | meioVEDA#2




Já faz tempo que eu queria fazer um vídeo sobre o assunto. Quem é que não gosta de gastar menos, não é mesmo? HAHA Neste vídeo, eu dou algumas dicas que eu mesma uso para me ajudar a economizar na hora de comprar um livro.


15 abril 2015

meioVEDA - Juro que este vídeo não é uma miragem





Depois de dois meses sem dar as caras, a vergonha se apoderou de mim e aqui estou eu. Passei por um período de mudanças e contratempos que eu explico melhor no vídeo. Juro que minha ausência é completamente justificável.

Para compensar vocês, resolvi criar o "meioVEDA", que nada mais é do que um VEDA pela metade (em outras palavras, a desculpa que eu usei para poder participar do VEDA começando agora na metade do mês). Espero que gostem da novidade e até o vídeo de amanhã :)




06 fevereiro 2015

Leituras do mês de Janeiro de 2015


Detalhe para os mangás em cima que não mostrei e o fato de estar usando outra blusa hahaha


O vídeo já saiu no canal faz alguns dias, mas para quem só acompanha as coisas por aqui, olha aí as minhas leituras do mês de Janeiro.

Foi um mês bastante produtivo e espero continuar nesse pique pelo resto do ano, o que vai ser um pouco difícil com o início da minha nova faculdade. O negócio é ter foco hahaha 

Espero que gostem :)


27 janeiro 2015

De leitor a consumista - comprando menos livros



Meu rosto está sorrindo, mas tem lágrimas por dentro


No vídeo de hoje, compartilho com vocês a minha decisão de comprar menos livros, como cheguei a essa decisão e qual método utilizarei para vencer meu lado consumista.











MÉTODO DE PONTOS

Conseguindo pontos
- Cada livro livro vale 1 ponto;
- Se o livro  finalizar uma série não começada em 2015, 2 pontos.


Comprando livros
- Para comprar 1 livro normal preciso ter 3 pontos;
- Se o livro finalizar uma série, 2 pontos;
- Se for o primeiro de uma série começada esse ano, 4 pontos;

Exceções (Não contam pontos e nem precisam de pontos):
- Livros já lidos (releitura ou compra)
- Comprar outra edição para um livro que já tenho.



Exemplo 1
Quero comprar a série Jogos Vorazes. São 3 livros
Jogos Vorazes: Ele é o primeiro de uma série, então vou precisar ter 4 pontos. 
Em chamas: 3 pontos (livro normal)
Esperança:  3 pontos (Ele finaliza uma série, mas estou começando a comprar ela esse ano, então é o valor normal)
Vou precisar de 4+3+3 = 10 pontos.

Exemplo 2
Já tinha Jogos Vorazes, comprado antes de 2015, quero ler os outros 2.
Em chamas: 3 pontos;
Esperança: 2 pontos (Ele finaliza uma série que não foi começada a ser comprada esse ano)
Vou precisar de 3+2= 7 pontos.

© PAPO DE ESTANTE - 2012-2015. Todos os direitos reservados. Crie, não copie. Design por: Bruna Camargo. Tecnologia do Blogger.